Tag Archives: monetização

Responda-me: porquê sempre acaba em monetização?

23 abr

Quando você está com sede, você toma iniciativa de beber água, certo? Ou pode pedir para alguém buscar um copo de água para você. Mas também pode ficar olhando para bebedouro e esperar que algo aconteça e assim continuará com sede. Essa é uma atitude que depende exclusivamente de você assim como sua participação dentro de um Camp

Eu não consigo entender como existe um senso comum contra a monetização, que resulta sempre na mesma crítica comum em relação ao mural das desconferências que acontecem sobre internet. Como não falar sobre monetização dentro do NewsCamp?

Primeiro: vá ao NewsCamp e participe! Use a canetinha para escrever no mural sobre aquilo que tem interesse e esteja adequado ao tema do Camp. É bastante complicado querer conversar sobre algo sem dizer que deseja falar daquilo. É, por isso, que existe o mural e a canetinha. Você também pode montar um NewsCamp, numa mesa de bar ( tome cuidado com a conta que sempre sai alguém sem pagar e você pode ser obrigado a ressarcir pela irresponsabilidade dos outros), pra falar exatamente com as pessoas que você tem certeza que não vão pronunciar a coitada da palavra monetização. 

Anúncios

Conversa começa no Esquenta

7 abr

Depois que o Bruno deu sua opinião sobre Crise do Impresso sugerida pelo Renato Cruz, a desconferência virtual parece que ganhou força. Cabianca apresentou alguns exemplos que deram certo na internet, respondendo a questão sobre monetização no seu blog.

Quem também aceitou o desafio foi Gabriela Zago, que traz uma série de questões bem legais para serem discutidas neste sábado no post Conversando sobre Jornalismo e Novas Mídias escrito em parceria com Gilberto Consoni:
1-Será que o Twitter poderá acabar com o impresso?
2-Será que joguinhos e entretenimento serão a grande tendência do online?
3- As empresas jornalísticas que ficarem de fora das redes sociais terão condições de sobreviver?

Eu concordo que o jornalismo pode e já está sendo reinventado a partir do uso das ferramentas colaborativas. Não tenho dúvida de que será mais rico, entretanto, não sei se será tão produtivo quanto hoje ( na minha época( 2005), cada repórter fazia uma média três a cinco notas na parte da manhã no site). Eu acredito que o olhar para colaboração exige dedicação ( ou seja, tempo) do repórter ás interações dos internautas, inclusive aquelas que são feitas pela rede ( leia-se blogs, fóruns, orkut, twitter – ou seja, fora do ambiente de conteúdo dos grandes grupos de mídia).

Uma das coisas que Gabriela e Gilberto me fizeram pensar é sobre nossa rotina de navegação. Hoje, quando você acorda abre o Gmail, DIGG, sites internacionais ou Agência Brasil? Você navega quanto tempo no UOL, Terra e IG? E no site do Estadão, da Folha, Reuters e BBC? Quem usa Pipes? Como você o usa? Acho que essa é uma boa conversa para gente entender melhor sobre interações, navegações, hábitos e comportamentos da web e juntos pensarmos em como fazer o jornalismo uma experiência melhor para o internauta. 

 

Monetização – a palavra que virou monstro – também está no Esquenta

4 abr

Bruno Calixto traz uma “regrinha” para ganhar 300 doláres com a monetização e questiona se tal proporção é verdadeira no seu blog Pós-Texto. Sim, responda-me: porque não podemos falar de monetização?

Essa é minha dúvida cruel diante do poder demoníaco que a palavra ganhou entre os internautas. Também coloquei o tema à tona no Metamorfose com a dúvida: Classificados é coisa só pra internet?

Não dá pra ignorar a necessidade de pensar em modelos comerciais na web até porque acredito que ele não seja padronizado. Afinal, a internet é plural por mais que fazemos parte de grupos fechados, certo? Para essa conversa no Esquenta convido Cabianca e Henrique Martin, topam?

Mas as tags do Esquenta não páram por aí: Sam Shiraishi coloca um ponto final na analogia entre a velha e nova mídia e levanta a questão do enfoque online no jornalismo no blog Nossa Via. Alguém topa escrever sobre isso no Esquenta? Gabriela Zago, o que acha?

O Bruno também foi o primeiro a responder uma das tags do Esquenta sobre Crise do Impresso, levantada por Renato Cruz, no mesmo post do Pós-Texto e lá ele fala sobre a questão dos novos hábitos de consumo. Enfim, a conversa já começou na desconferência virtual. Ufa! 

Retetindo: Esquenta do NewsCamp acontece no mundo virtual agora até dia 10 de abril( QUALQUER UM PODE PARTICIPAR, BASTA ENVIAR O LINK DO SEU POST PARA  ceilasan@gmail.com), mas a desconferência ao vivo só começa e termina no dia 12 de abril, a partir das 9 horas, no Gafanhoto, em São Paulo. Para participar, basta clicar na aba Inscrição